Funcionárias do Grupo IPS são homenageadas

6-04-2022

Por ocasião da celebração do 7 de Abril, Dia da Mulher Moçambicana, o Magnífico Reitor da Universidade Politécnica, Prof. Doutor Narciso Matos, procedeu, quarta-feira, 6 de Abril, em Maputo, à entrega simbólica de brindes a três funcionárias do Grupo IPS, em representação de todas as mulheres da instituição.
Trata-se da docente Natália Tavares, e das funcionárias da Reitoria da Universidade Politécnica e do Instituto Superior de Altos Estudos e Negócios (ISAEN), Ariza Farija e Alda Muianga, respectivamente.
Os brindes foram, igualmente, entregues às mulheres das várias Unidades Orgânicas do Grupo espalhadas pelo país.
A anteceder esta cerimónia simbólica, o Magnífico Reitor endereçou uma mensagem a todas as mulheres da instituição, incluindo às estudantes que frequentam as diversas unidades de ensino do Grupo IPS.

Eis a mensagem na íntegra:

Caras colegas,

Comemoramos o 7 de Abril de 2022!

“Quero antes de mais felicitar a todas as mulheres do Grupo IPS, nomeadamente da Universidade Politécnica, do Instituto Médio Politécnico (IMEP) e das Escolas Secundárias d’A Politécnica. Felicito-as pelo seu trabalho, pela sua contribuição para a nossa função que é a de educar para, dessa maneira, contribuirmos para o crescimento de Moçambique.

O Dia 7 de Abril é uma data de festa, uma data de comemoração, mas insto a todos nós, homens e mulheres, a sempre nos lembrarmos do papel que a mulher moçambicana vem desempenhando, desde a Luta de Libertação Nacional.

Há hoje dados adquiridos da participação da mulher na economia, na educação, por exemplo, nós temos hoje mais mulheres a entrar e a graduar-se na nossa universidade do que homens. Temos mais mulheres que são dirigentes, a vários níveis da universidade, do que homens.

E muitas vezes podemos esquecer-nos de que isto é resultado do empenho, da luta e da participação da mulher moçambicana nas várias esferas de desenvolvimento. Não são coisas que acontecem por si próprias e não são coisas que continuam a crescer se não forem alimentadas, se não forem regadas e se não estiverem na nossa mente. Essa ideia que todos nós moçambicanos temos de que a mulher é igual ao homem e tem que ter igual participação é uma coisa que foi construída, e que deve ser alimentada e defendida”.

Bem haja 7 de Abril!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on email
Share on print