Internacionalização e mobilidade académica entre professores, estudantes e investigadores

27-07-2021

No âmbito da cooperação didáctica, científica e cultural, a Universidade Politécnica e a Universidade Joaquim Chissano (UJC) assinaram, terça-feira, 27 de Julho, em Maputo, um memorando de entendimento, que tem por objectivo a internacionalização e mobilidade académica entre professores, estudantes e investigadores.

O acordo, que é regido pelas leis vigentes em Moçambique, preconiza o desenvolvimento de um conjunto de projectos e pesquisas, organização de jornadas científicas, cursos de curta duração, seminários, desenvolvimento de programas de bolsas de estudo, organização de actividades de carácter desportivo e publicações.

A cooperação ocorrerá numa base de igualdade e com proveito recíproco, de acordo com a capacidade, possibilidade e experiência de cada uma das partes.

Na ocasião, o Prof. Doutor Narciso Matos, Reitor da Universidade Politécnica, referiu que o memorando assinado  com a UJC é um instrumento que simboliza a vontade das duas instituições de trabalhar juntas, por existir um campo muito grande na área da pesquisa científica, formação de docentes e na troca de experiências entre os estudantes.

“Nós estamos muito empenhados em aprender convosco e poder contribuir com o conhecimento que ao longo dos 25 anos da existência da Universidade Politécnica pudemos acumular em algumas áreas científicas que são comuns e outras que são certamente complementares. Há regiões geográficas em que nós estamos presentes e há sombras brancas da UJC, que se espalham por todo o país. Há, sem dúvida, na Universidade Politécnica, um campo muito grande que podemos explorar”, referiu o Prof. Doutor Narciso Matos.

Por sua vez, o Prof. Doutor José Magode, Reitor da Universidade Joaquim Chissano (UJC), explicou que a celebração do memorando entre as duas universidades reveste-se de sentido de racionalidade, que se traduz de forma inequívoca no interesse partilhado pela aproximação e pelas relações de amizade entre os membros de ambas as instituições, na troca de conhecimento e experiências sobre agendas de interesse comum.  

“O memorando que celebramos hoje formaliza, o propósito destes ideais, a colaboração entre as nossas instituições e o desejo de fortalecermos a nossa cooperação institucional, especialmente neste momento de desafios a nível nacional e internacional como consequência do surgimento e rápido alastramento da pandemia da Covid-19”, concluiu o Prof. Doutor José Magode.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on email
Share on print