Arrancaram as aulas do Programa de Reforma do Ensino Técnico-Profissional no Instituto Médio Politécnico

03 de Abril de 2018

No passado dia 13 do presente mês, em Nampula e Tete, arrancaram as aulas do Programa de Reforma do Ensino Técnico-Profissional no Instituto Médio Politécnico (REPTO-IMEP) da Fundação Universitária para o Desenvolvimento da Educação (FUNDE). O REPTO-IMEP, é um Programa cuja vocação consiste em formar e graduar Técnicos Profissionais do Nível Médio, sobretudo às mulheres que demostrem  incapacidade financeira de arcar, integralmente ou parcialmente, com a sua formação.

Com seis cursos, sendo que 3 se encontram na província de Nampula (Mestre-de-Obras, Electricidade  Industrial e Medidores Orçamentistas) e 3 na província de Tete (Estradas e Pontes, Manutenção de  Equipamentos Hidráulicos e Construções Mecânicas).

O programa REPTO-IMEP conta actualmente com 141 estudantes, sendo que, 17 encontram-se matriculados no curso de Mestre-de-Obras, 18 no de Medidores Orçamentais e 30 no curso de Electricidade Industrial, em Nampula. Do universo de 70 estudantes que se encontram na província de Tete, 17 frequentam o curso de Estradas e Pontes, 25 frequentam o de Manutenção de Equipamentos Hidráulicos e 28 encontram-se a ser capacitados em matérias de Construções Mecânicas.

Portanto, espera-se que neste programa, sejam desenvolvidas competências práticas de modo a estimular novas iniciativas entre jovens empreendedores/certificados para o auto-emprego nas diferentes áreas e sectores de actividades do país.

De acordo com a Profª. Doutora Rosânia da Silva, Directora Executiva da FUNDE, “A introdução dos seis Cursos representa uma oportunidade para a implementação da fase piloto da Reforma do Ensino Técnico Profissional, exercício que vai contribuir para, paulatinamente, proceder-se com a conformação dos actuais Cursos do IMEP, como cumprimento das orientações do MCTESTP e da Autoridade Nacional da Educação Profissional (ANEP), segundo a qual todas as instituições de formação técnico profissional devem aderir à Reforma”.

Refira-se que, para a materialização deste objectivo, a FUNDE celebrou, no dia 3 de Novembro de 2017, em Maputo, um acordo de parceria com o JOBA, um programa financiado pelo UKaid/DFID (Departamento para o Desenvolvimento Internacional do Reino Unido), numa cerimónia que serviu, igualmente, para o lançamento oficial do projecto.

A expectativa, segundo referiu a directora executiva da FUNDE, é de que o sucesso, que vai resultar da implementação deste programa de formação, venha a estimular a expansão da reforma nos restantes cursos do IMEP – Instituto Médio Politécnico.

Num outro desenvolvimento, a Profª. Doutora Rosânia da Silva destacou que, por forma a garantir a retenção de jovens de classe média-baixa, o REPTO-IMEP vai estabelecer um sistema de apoio financeiro em alojamento e alimentação, incluindo o apoio psicológico, de saúde preventiva e materno-infantil, para propiciar as mais elevadas condições de aprendizagem aos formandos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on email
Share on print