Entrevista com Lourenço do Rosário, Reitor da Universidade Politécnica

29 de Janeiro de 2016

O Gabinete de Atendimento Psicológico (GAP), um órgão da Universidade Politécnica vinculado à Pró-Reitoria para o Desenvolvimento Institucional e a Fundação Universitária para o Desenvolvimento da Educação (FUNDE), e presta atendimento psicológico à comunidade carenciada, dá formação prática a psicólogos clínicos, e colabora com diferentes entidades prestando apoio psicológico. No ano de 2015, atendeu um total de 183 pacientes de um universo de 816 consultas registadas.

Estas intervenções clínicas foram realizadas em quatro locais, nomeadamente: nas instalações do Gabinete de Atendimento Psicológico, localizadas na Escola Superior de Gestão, Ciências e Tecnologias (ESGCT), na Escola Secundária das Acácias (ESDA), na Escola Primária Completa 25 de Junho e na Organização não-governamental Mulher, Lei e Desenvolvimento (MULEIDE).

Na ESGCT, o atendimento foi realizado a alunos e docentes da Universidade; funcionários, seus familiares e a comunidade em geral. Na ESDA, os atendimentos foram feitos aos alunos adolescentes da 8ª a 10ª classe, algumas sessões com os pais ou encarregados de Educação. Na Escola Primária 25 de Junho, o atendimento foi às crianças de 1ª a 7ª classe, algumas sessões com pais ou encarregados de educação. Na MULEIDE, o atendimento realizou-se as pessoas que estavam a viver situação de violência doméstica e acorreram aquela organização.

O atendimento a estes pacientes foi possível graças à intervenção de uma equipa técnica composta por 14 pessoas, sendo 3 psicólogas funcionárias, 3 psicólogas voluntárias, 5 estudantes que concluiram o estágio curricular em 2014 e que permaneceram no GAP em 2015 e 3 finalistas do curso de Psicologia Clínica que fizeram o estágio curricular em 2015.

Fazem parte desta equipa 2 psicólogas clínicas com carteira profissional e que são responsáveis pelas actividades de intervenção, formação e de supervisão clínica dos demais integrantes.

Paralelamente, o Gabinete de Atendimento Clínico participou, em 2015, na Feira da Educação promovida pela Comunidade Académica para o Desenvolvimento da Educação (CADE) no dia 12 de Novembro, e no Congresso de Psicologia da Paz, que decorreu nas instalações da Universidade Politécnica nos dias 29 e 30 de Outubro.

O GAP participou no programa Viva e Conviva com Saúde da Politécnica Radio, tendo apresentado os seguintes temas: terrorismo íntimo; impacto da violência nas famílias; consequências psicológicas da violência; experiência do atendimento psicológico as mulheres vivendo em situação de violência doméstica; violência e namoro, abandono emocional; sexualidade e adolescência, experiência das estagiárias sobre o atendimento psicológico aos adolescentes na ESSA e relato de uma experiência de atendimento a adolescentes no Rio Grande do Sul/Brasil, atendimento e relacionamento da Escola como os seus alunos da 8ª e 10ª classe.

O Gabinete de Atendimento Psicológico é responsável pela intervenção psicológica no que diz respeito a práticas profissionais de Psicologia Clínica e responde aos princípios básicos de uma instituição universitária, nomeadamente o ensino, a pesquisa e a prestação de serviços à comunidade.

Constitui objectivo do Gabinete de Atendimento Psicológico contribuir para a formação de psicólogos clínicos com competências profissionais que lhes permitam inserir-se no mercado de trabalho em diferentes vertentes, tais como assistência, pesquisa e ensino.

O atendimento é feito a crianças, adolescentes e adultos da cidade de Maputo que estejam a padecer de transtornos psíquicos como ansiedade; depressão; fobia; traumas; ataque de pânico; conflitos conjugais e familiares; situação de violência; abuso sexual; abandono emocional; sofrimento emocional decorrente de doenças como diabetes, tensão alta, SIDA, cancro; bem como outras psicopatologias.

Confira os Videos nestes links:

http://www.marcopolis.net/universidade-politecnica-actividades-do-
gabinete-de-atendimento-psicologico-em-2015.htm

https://www.marcopolis.net/mozambique-88-casos-foram-atendidos-gratuitamente-pelo-capj-em-2015.htm

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on email
Share on print