Momento da homenagem pelo PCA Lourenco do RosarioUniversidade Politécnica Homenagem Maria Natália Folgado

 

A Universidade Politécnica homenageou, na quinta-feira, 17 de Outubro, no recinto da Escola Secundária das Acácias, a sua primeira Directora Administrativa, que viria, posteriormente, a ocupar os cargos de Directora Geral dos Institutos Médios Politécnicos (IMEP´s) e das Escolas Secundárias da Politécnica.
Trata-se da Licª. Maria Natália Dias Folgado, cujo percurso se confunde com a história da Universidade Politécnica, dos institutos médios e escolas secundárias por si tuteladas, localizadas nas cidades de Maputo, Quelimane, Tete, Nampula e Nacala.


A Licª. Natália Folgado dedicou 54 anos à Educação (gestão e ensino), 24 dos quais à Universidade Politécnica, a qual se juntou em 1995, aquando da sua fundação.
Foi, nos primeiros anos, membro do Conselho Científico Pedagógico e primeira Directora Administrativa (actual direcção executiva), tendo, mais tarde, contribuído para a criação e expansão dos institutos médios politécnicos e, depois, das escolas secundárias da Politécnica, instituições concebidas para serem os viveiros da Universidade Politécnica.

Na sua mensagem de ocasião, o presidente do Conselho de Administração do Instituto Politécnico Superior (Grupo IPS), Prof. Doutor Lourenço do Rosário, fez um recuo cronológico para falar das qualidades e da dedicação da homenageada à causa da educação, não tendo, porém, deixado de lamentar o facto de ela ter decidido ir descansar.
“É muito difícil falar de uma pessoa que, de repente, aparece no nosso gabinete e diz acho que já chega, não vou continuar mais. É como na vida, nunca aceitamos que nos deixem, mas sabemos que um dia vão-nos deixar, mas nunca aceitamos que esse dia chegue. Vamos adiando, adiando”, considerou Lourenço do Rosário.
Mas porque se trata de uma decisão irreversível, cabe às pessoas aceitar e prestar a devida homenagem. E foi o que a Universidade Politécnica, os institutos médios politécnicos e as escolas secundárias da Politécnica fizeram.
“Não é possível deixar sair esta mulher sem esta homenagem, que sabe a pouco, tendo em conta aquilo que ela fez pela nossa instituição. Vai deixar um grande vazio, muito difícil de preencher”, sublinhou o presidente do Conselho de Administração do IPS, que aproveitou a ocasião para anunciar a atribuição do nome de Maria Natália Dias Folgado à Sala dos Professores da Escola Secundária das Acácias.
Visivelmente emocionada, a Licª. Maria Natália Dias Folgado agradeceu a todos que lhe acompanharam durante os 54 anos, com destaque para os colegas e alunos com os quais trabalhou.
“Neste momento, é-me difícil expressar palavras porque é indizível o que me vem na alma. Estou muito grata aos colegas, que, naturalmente, trabalharam comigo. Para eles vai também o mérito destes frutos colhidos ao longo do tempo”, enfatizou a homenageada.
Na ocasião, Maria Natália Dias Folgado pediu, literalmente, que não se lamente pelo fim da sua carreira pois a instituição tem quadros competentes para dar continuidade ao seu trabalho.
“Não fiquem preocupados. As pessoas não são insubstituíveis. Deixo a instituição com o sentimento de missão cumprida. Efectivamente, são 54 anos de trabalho, dedicados à educação”, realçou.