Narciso Matos reitor da Universidade PolitecnicaDoutoramento em Estudos de Desenvolvimento

 
 

O Instituto Superior de Altos Estudos e Negócios (ISAEN), uma unidade orgânica da Universidade Politécnica de Moçambique, lançou, quinta-feira, 17 de Setembro, em Maputo, o seu primeiro programa de raís de Doutoramento. Trata-se do Doutoramento em Estudos de Desenvolvimento, ministrado em regime híbrido (aulas presenciais e através da plataforma zoom).
O Prof. Doutor Narciso Matos, Reitor da Universidade Politécnica, associou a efeméride dos 25 anos de existência da universidade, como um marco que simboliza a passagem da fase de adolescência para a adulta, através da introdução do Programa de Doutoramento em Estudos de Desenvolvimento nesta instituição de ensino superior privado no país.
“A universidade está a passar da adolescência para a fase adulta, por estar a celebrar em simultâneo a epopeia pelos 25 anos de idade”, explicou Narciso Matos.
O coordenador do referido programa, Prof. Doutor Lourenço do Rosário, dirigindo-se aos presentes na cerimónia de lançamento, disse que a criação do primeiro programa de Doutoramento em Estudos de Desenvolvimento, numa universidade, é símbolo de maturidade académica e estabilidade científica, porque ele representa o culminar de um processo, que justifica a indagação para que servem as universidades.

 

O programa de doutoramento significa a possibilidade do surgimento de quadros de alto gabarito científico para a sociedade, bem como de apurado sentido de cidadania, por outro lado, significa o cumprimento de uma das exigências da função da universidade, que é a pesquisa e a produção de conhecimento útil para a sociedade.

“Estamos felizes, que hoje, a Universidade Politécnica esteja a trabalhar com os primeiros dezanove (19) candidatos a doutores, que seguramente vão enriquecer a sociedade moçambicana, com o seu saber, mas também contribuirão para o conhecimento da realidade através da sua pesquisa na área científica e acrescentarão com o seu peso o prestígio da nação”, referiu o coordenador.
Reconhecido como especialista renomado nas áreas de gestão de recursos hídricos e outras áreas de engenharia, o Professor Catedrático Engenheiro Carmo Vaz foi o orador principal da cerimónia de lançamento do programa de Doutoramento em Estudos de Desenvolvimento.
O orador privilegiou o papel das infra-estruturas no desenvolvimento de Moçambique, fazendo para tal uma radiografia do que é o desenvolvimento num país, destacando as áreas de economia, transportes, comunicações, electricidade, agricultura e saneamento básico como catalisadoras para o desenvolvimento.
“As infra-estruturas são indispensáveis para o desenvolvimento do país. Os governos têm feito um enorme esforço para a expansão das infra-estruturas, porém nota-se a falta de uma estratégia integrada de desenvolvimento onde as infra-estruturas devem ser realistas. A sustentabilidade do desenvolvimento e a conservação ambiental são aspectos que devem ser valorizados. É preciso garantir os recursos financeiros e outras condições para a manutenção adequada das infra-estruturas”, explicou Carmo Vaz.
A Mestre Naona Denise Paulo Jone, chefe da turma de Doutorandos em Estudos de Desenvolvimento, disse, na sua intervenção, ser um privilégio e honra pertencer ao primeiro grupo do programa de Doutoramento na Universidade Politécnica, que representa simultaneamente a primeira instituição de ensino superior, a qual, considera ser maravilhosamente única e bastante proveitosa.
“Queremos aqui enaltecer o esforço evidenciado no ramo da educação, com particular destaque para os esforços desenvolvidos a nível do ensino superior, muito bem consubstanciado pela Universidade Politécnica, que investiu em diferentes fórmulas das plataformas digitais, para dar continuidade com o ano lectivo, nos diferentes graus de Licenciatura, Mestrado e Doutoramento”, concluiu a chefe de turma Naona Denise Paulo Jone.
Importa referir que estiveram presentes, na cerimónia de abertura do Programa de Doutoramento, a Vice-Reitora da Universidade Politécnica, Profa. Doutora Rosânia da Silva, a Directora do ISAEN, Profa. Doutora Irene Mendes, corpo directivo da Universidade Politécnica, os docentes e os doutorandos do referido programa entre vários convidados.