IMG 0652Mozambique Business School capacita 35 colaboradores

 

35 Trabalhadores da Universidade Politécnica concluíram com êxito o curso de empreendedorismo promovido pela Mozambique Business School, através da Incubadora Tecnológica e de Empresas (ITE), em Maputo.
O curso, cujo encerramento decorreu a 19 de Agosto, sob o lema "Despertar Atitudes e Habilidades Empreendedoras", teve a duração de cinco dias, tendo sido ministrado por dois formadores, nomeadamente Tânia Wachene e Joaquim Mabuiangue.
O Director da Mozambique Business School, Prof. Doutor José Tomo Psico, que falava após o encerramento do curso, disse que a iniciativa, visa capacitar os diversos colaboradores do grupo IPS Lda, com o objectivo principal de despertá-los para a necessidade do desenvolvimento de ideias de negócio para apoiar na renda familiar dos beneficiários.


A Direcção da Business School prevê abranger também, nas próximas edições, colaboradores de outras unidades orgânicas da Politécnica, instituições e interessados singulares, afirmou Prof. Doutor José Tomo Psico.
“Agradecemos aos colaboradores pela entrega abnegada de corpo e alma para a sua formação. Esta iniciativa vai ajudar aos beneficiários no seu quotidiano”, concluiu.
Por sua vez, Rui Taula, beneficiário do curso de empreendedorismo, mostrou-se feliz com a formação e garantiu que vai fazer uso das técnicas aprendidas durante a capacitação.
“Estou feliz com o curso. Aprendi muita coisa que me será útil na minha vida”, frisou Rui Taula.
O carácter abrangente da formação permitiu que Sónia Gumende, uma auxiliar administrativa, tivesse, igualmente, a oportunidade de participar na capacitação e manifestou-se preparada para aplicar as lições aprendidas, durante os cinco dias de formação na ITE.
“Eu tenho um pequeno negócio de aluguer de pranchas e prumos em casa. Com a capacitação que tive, poderei usar as ferramentas adquiridas para melhorar a gestão do meu negócio”, disse Sónia Gumende.
Importa referir que o curso de empreendedorismo teve a duração de cinco dias, durante o qual foram desenvolvidas cinco ideias de negócios, nomeadamente microcrédito, mercearia, decoração de eventos, controlo de tráfego rodoviário e reciclagem de material usado.